A primeira vez

A primeira vez que eu te encontrei, alimentei a ilusao de ser feliz
Eu era triste, sorri peguei no pinho e cantei
Tantos versos eu fiz em meu peito guardei
Um dia voce partiu, meu pinho emudeceu e a minha voz na garganta morreu
Procuro esquecer a dor, nao sou capaz, meu violao naotoca mais
Eu vivo triste a meditar, nao canto mais, meu consolo échorar
A primeira vez, a minha voz na garganta morreu

Joao Gilberto

“I never bracket”… BOOOOOM!

ansel_adams

E così, finalmente, vedo dal vivo le stampe di questo maestro immenso che è Ansel Adams. Scopro una sua “passione giovanile” per il pittorialismo ma non rimango sorpreso dalle sue fotografie. Sono esattamente come me le aspettavo.
Continua a leggere